BrasAfrica

Zebu

Brahman

Gir

Girolando

Guzerá

Nelore

Tabapuã

Bubalinos Murrah

Ovinos Santa Inês

Sêmen e embriões

GIR | Alta capacidade produtiva, rusticidade e aptidão leiteira.

Origem
A raça Gir é uma das raças mais importantes da Índia. Considerada como raça de aptidão leiteira, é criada com muito apreço nas regiões de Rayputana e Baroda e também na região de Kathiawar, onde se encontram as altas montanhas cobertas pela floresta de Gir. Selecionada exclusivamente para a produção de leite na Índia, apresenta naquele país, rebanhos com animais excepcionais, quanto à produção e tipo leiteiro, principalmente nos mosteiros, onde o manejo alimentar permite melhores produções. A entrada do Gir no Brasil ocorreu a partir de 1906, porém somente após a II Guerra Mundial os criadores começaram efetivamente a se interessar pela raça, que era utilizada com duplo propósito: leite e carne.

Foi em Goiás que os primeiros exemplares da raça gir mocha foram expostos, em uma feira agropecuária em 1912. Somente em 1976 a ABCZ abriu o livro de registro genealógico para o gir mocho. Nestas raças não é permitido a descorna ou mochamento

Características
A raça se caracteriza pelo perfil ultra convexo, com a marrafa jogada para trás, a fronte larga e lisa, não permite a presença de nimburi, os chifres nascem para baixo e para trás, são preferidos os que curvam para cima e para dentro. As orelhas são tipicamente de comprimento médio e pendentes, começando enrolada sobre si mesma, em seguida abrindo-se, com a extremidade voltada para face, chamado de "gavião". As pelagens são variadas, podendo ser vermelha ou amarela em todas as suas tonalidades, ou ainda podem apresentar chitas (pequenas pintas) nas cores padrão no fundo branco ou chitas brancas no fundo de cor padrão.

Ainda são consideradas pelagens ideais a maura e a rosilha. A pele deve ser escura e rósea no úbere e região inguinal, permitindo pequenos pontos de despigmentação em qualquer parte do corpo. O gir mocho, classificado como outra raça, apresenta o mesmo biotipo, diferenciando da raça base, somente pela ausência dos chifres.

Vantagens
A raça gir tem enorme participação e importância na pecuária leiteira brasileira, seja ao ser criado como raça pura, ou através de seus inúmeros cruzamentos como por exemplo com a raça holandesa, originando a raça Girolando.

A produção média de leite é de 3.777 kg em 305 dias, o que corresponde a mais de três vezes a média nacional (960 kg). A duração de lactação é de 307 dias (média diária de 12 kg de leite). Segundo a EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) é possivel observar com facilidade lactações superiores a 5.000 Kg de leite, chegando em muitos casos superior a 10.000 Kg de leite.

As raças Gir e Gir Mocha são animamis dóceis, de boa índole e apresentam características raciais muito bem definidas. As fêmeas são ótimas mães e os bezerros requerem poucos cuidados. Os machos são animais de porte médio e musculatura compacta. As fêmeas podem atingir aos 48 meses 520 Kg e os machos mais de 750 Kg.

voltar

BRASAFRICA

MATIRIZ: Estrada Viana-Catete, km 53 - Província de Luanda | Angola
+ 244 932.58.75.48 | + 244 932.58.75.49 | + 244 931.64.21.20 | brasafrica@brasafrica.com

FILIAIS

Comuna da Eva EN 280 Km 167,5 - Caminho da Humpata, Lubangol | Angola
+244 943.261.221 | +244 943.261.222 | lubango@brasafrica.com

Estrada Nacional, 120 - Wako Kungo, Kwanza Sul | Angola
+244 922.070.374 | +244 928.041.001 | wako@brasafrica.com

Av. Pedro de Castro Van-Dúnem Loy (em frente a pista de motocross) | Luanda | Angola
+244 222.712.722 | +244 934.617.041 | luanda@brasafrica.com